Notícias

Tá na Hora 26/03/2019 17:03

Tá na hora recebe empresário com projeto inovador para a região

A primeira reunião-almoço Tá na hora de 2019 contou com palestra do empresário e presidente da Pellco Brasil, Luiz Eduardo Batalha, que falou sobre o novo projeto em desenvolvimento na região Sul do Estado.

Tá na hora recebe empresário com projeto inovador para a região
Por: ACP

O salão nobre da Associação Comercial de Pelotas estava lotado para a primeira reunião-almoço Tá na hora de 2019, que ocorreu na terça-feira (26). Cerca de 120 pessoas prestigiaram a palestra do empresário e presidente da Pellco Brasil, Luiz Eduardo Batalha, sobre o novo projeto em desenvolvimento na região Sul do Estado. 

Para iniciar o evento, o Presidente da Associação Comercial de Pelotas, Mauro Bom, agradeceu a presença de todos e afirmou a honra de receber um convidado que valoriza o potencial da região. O vice-prefeito de Pelotas, Idemar Barz, também ressaltou a importância do investimento de empresários que buscam crescer junto à zona sul. 

Nascido em São Paulo, Batalha é lembrado no meio empresarial pela introdução da rede de fast food Burger King no Brasil. Ele contou que convive com o Rio Grande do Sul há 30 anos, primeiramente participando da Expointer, em Esteio, e mais recentemente com investimentos em propriedades para a criação de gado Angus e cavalo crioulo. 

O novo projeto está sendo gestado há três anos e será uma operação complexa, desde a plantação da matéria prima até o beneficiamento da produção bruta. “Este é o projeto das nossas vidas, o primeiro na Zona Sul, mas atrás dele com certeza virão muitos outros”, completou Batalha. A indústria de Pellets Pellco Brasil produzirá biocombustível a partir da madeira. Localizada no município de Pinheiro Machado, a operação ocupa 90 mil hectares e trará mil empregos diretos, além de ajudar a evitar que 11 milhões de toneladas de CO2 cheguem à atmosfera por ano. “Até 2025, Alemanha e França devem deixar completamente de usar o carvão como combustível. É um mercado crescente. Nós já temos contratos de 20 anos, que garantem a segurança do empreendimento”, explicou o presidente da Pellco Brasil.

 

Assine nossa newsletter

Carregando